Feeds:
Posts
Comentários

AS MENSAGENS DO CORPO

Quando a boca cala…. o corpo fala!!! Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico. – O resfriado escorre quando o corpo não chora. – A dor de g…arganta entope quando não é possível comunicar as aflições. – O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. – O diabetes invade quando a solidão dói. – O corpo engorda quando a insatisfação aperta. – A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam. – O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. – A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. – As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. – O peito aperta quando o orgulho escraviza. – A pressão sobe quando o medo aprisiona. – As neuroses paralisam quando a criança interna tiraniza. – A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Preste atenção
(Phytoterápica Brasil)
Anúncios

Qual é o significado de Espiritualidade?

Tanto se fala em espiritualidade! Mas você já pensou sobre o que significa espiritualidade?

Espiritualidade significa estar em conexão com o Espírito, como a própria palavra diz.

Na prática, espiritualidade significa sermos guiados por algo que está acima do ego.

E estar no Espírito significa ser inspirado. Significa, antes de tudo, o contato com aquela parte dentro de você que está cheia de Luz!

Não falo de Espírito exterior. Falo do Espírito que anima a sua alma e que anima o seu corpo e que anima a sua vida!

Falo do Espírito que você Verdadeiramente É!

Cansaço e falta de espiritualidade

espiritualiade1Quando estamos desligados do Espírito, estamos des-espiritualizados, fazendo conexão com o ego. Em consequência nos sentimos fatigados, pois deixamos de nos alimentar do nosso Espírito.

Estar no ego traz cansaço, uma vez que através do ego somos estimulados a cultivar uma avalanche de emoções que apenas retiram a nossa energia e ainda nos colocam diante de esforços imensos para nos mantermos inteiros ao longo do dia!

São tantas as demandas do ego! Tantas exigências que o ego nos faz! Raiva, frustrações, criticas e autocríticas, medos, padrões inatingíveis de perfeição!

Você já observou quanta energia você gasta para controlar um simples medo? Ou para cumprir suas tarefas diárias quando se sente triste ou mesmo ansioso? Você já percebeu como tudo “se arrasta” quando você está com raiva ou magoado com alguém? Você já reparou como tudo tende a se estagnar e temos que fazer um esforço enorme para fazer as coisas “andarem” conforme desejamos?

Centramento e equilíbrio

faith in the future
Portanto, ser egocêntrico é estar des-espiritulaizado. E o contrário, é estar verdadeiramente centrado eequilibrado.

Quando você quer retornar ao equilibrio, precisa voltar-se para dentro de si mesmo em busca da direção do seu próprio Espírito e deixar que Ele governe todos os aspectos do seu Ser!

Ser inspirado no Espírito é o oposto da fadiga, porque na inspiração do Espírito tudo flui, os esforços são mínimos e seus mais profundos desejos se manifestam como água brotando na fonte!

A espiritualidade 24 horas!

Espiritualidade, então, é colocar o Espirito a nos inspirar todos os dias e em todos os momentos da vida. É nos mantermos dentro dessa conexão e não perdermos a sintonia ao longo do dia – através do tão falado “orai e vigiai”!

Nós podemos viver a nossa espiritualidade todos os dias, em todos os momentos! A espiritualidade vai além dos momentos de oração ou de meditação ou de qualquer prática religiosa!

Espiritualidade está na forma como nós pensamos e agimos, assim como na maneira como nos colocamos diante do outro e das situações que se apresentam a nós.

Rezar, meditar, ir á igreja: são ações importantes?

Meus mentores dizem: -“não se tornem os beatos da igreja”.

Eles querem dizer que a espiritualidade não se exerce pela quantidade de tempo que você ficou a rezar, a meditar, a cantar mantras, a enviar cura ou a vibrar pelo planeta, nem o tempo que você ficou na igreja, em retiros espirituais ou afins, pois você pode fazer tudo isso sem conexão alguma com o Espírito!

Ou você até pode realizar todas essas práticas com forte conexão com o Espírito, e des-espiritualizar-se tão logo termine, caindo no ego, deixando de inspirar-se, cultivando todo tipo de avalanches de emoções e atitudes negativas!

Se assim acontece, dizem Eles, de nada adiantaram as tantas horas de práticas!

Para o Plano Espiritual o mais importante é como nós “levamos” o nosso dia.

Orações, meditações, mantras, ir á igreja, etc., são importantes desde que feitas em conexão com o Espírito e desde que você consiga mantê-la ao longo do dia, inspirando-se no Espírito quando as termina!

As práticas espirituais são recursos que podem levar ao Espírito, mas não é a conexão em si.

O Céu na Terra!

espiritualidade2O Espírito quer ir a Terra! O Espírito quer andar por aí, espalhando Luz e Amor a tudo e a todos! O Espírito quer organizar e regenerar, não apenas o seu Ser, como também todo o planeta!

O Espírito quer se relacionar e quer que você tenha prosperidade, obtendo todos os bens materiais a que tem direito!

O Espírito quer aquilo que você quer! O Espírito te traz tudo dentro da harmonia com o Universo Divino!

É o momento de transformarmos a nossa visão de espiritualidade, uma vez que tudo ao  redor está nos impulsionando para a integração de todos os níveis do Ser!

Um planeta espiritualizado!

As suas atitudes, as suas emoções, os seus pensamentos devem espelhar o Espírito para que você possa se considerar um Ser espiritualizado!

Se você me perguntar: -“Que ações, emoções e pensamentos são inspirações do Espírito”?

E eu vou te responder: -“Olhe para dentro de si mesmo, sinta o seu coração, busque integrar-se com aquela parte sua que está bem dentro, livre de tudo o que te faz sofrer. Puxe para fora a Luz do seu Espírito. Nela você encontra todas as respostas. Nela está a sua inspiração! Nela está a sua espiritualidade”!

Essa é a Verdadeira espiritualidade, aquela que você vive no dia-a-dia, inspirado e conectado, uma forma de ser e de estar aqui e que devemos retomar para que possamos nos tornar a nossa própria Essência Divina manifestada na Terra!

Em conexão com o Espírito, vibramos Amor e a estadia de todos no planeta se torna mais agradável e cheia de Luz!

Tania Rezende

Anima Mundhy Terapias Holísticas

FOCO

“Você está aqui. Você é a meta. Não é o caminhante, é o iluminado. O que é estar iluminado? Um estado: quando você procura no exterior, não está iluminado; quando procura no interior, está. A única diferença está no enfoque. Ao enfocar fora, não está iluminado; ao enfocar dentro, está. Assim, tudo depende de uma mudança de direção.”

– Osho –

ESSÊNCIA

“Cada um de nós cria um mundo para si mesmo. Você vive nele e reclama dele. Seu mundo é composto de desejos e da satisfação dos desejos, de medo e de estratégias para evitá-lo. Você não consegue ver que é seu mundo privado? É um pouco mais que um artefato da mente. Uma vez que você veja essa loucura, você estará no caminho de saída. Veja que você cria o espaço em que o mundo se move, o tempo em que ele dura. Perceba que o mundo é apenas areia. Você pode brincar com ele, você pode andar sobre ele, mas não construa uma casa lá. Não há jornada como se diz. Pode parecer que não, mas estamos sempre de volta onde começamos. O que fomos em essência, e o que seremos em essência, é o que somos em essência. Pondere isso, mais amanhã.”

– Wu Hsin –

GRATIDÃO TRAZ SAÚDE

A gratidão é uma virtude que precisa ser cultivada e desenvolvida continuamente. Precisa se tornar um hábito diário. Muitas vezes não nos lembramos de agradecer e apenas reclamamos.

Em vez de se lastimar mude essa atitude de vítima para uma atitude positiva, agradecendo desde que abre os olhos de manhã até a hora de dormir. Ao fazer isso você abre seu coração, abre seu entendimento para descobrir quantas bênçãos pequenas e grandes você recebe a cada dia. Desse modo você passa a perceber as bênçãos “invisíveis” que nem tinha notado. Passa a sentir como foi protegido, amparado, ajudado tantas e tantas vezes.

O sentimento de gratidão nos liberta da preocupação e nos acalma. Ao agradecer nosso coração descansa, nossa mente se aquieta, relaxamos mais, dormimos melhor e ficamos livres de tantas tensões da vida moderna.

A gratidão cura as doenças psicossomáticas e crônicas. Cura as dores da alma como a depressão, a tristeza, a solidão, melancolia, a baixa-estima, insônia e ansiedade.

Lembre-se sempre de demonstrar sua sincera gratidão a todos que o ajudam. Expressar gratidão é uma força poderosa; é um atributo natural da mente voltada para a prosperidade.

Ao desenvolver esse hábito de agradecer você aciona a energia curativa do universo e muda as circunstâncias e o ambiente ao seu redor.

É importante recordar-se de agradecer. Existem maneiras concretas de nos ajudar a lembrar de agradecer, como escrever bilhetinhos e espalhá-los onde possamos ler para lembrar de agradecer ou escrever um diário contemplando as graças recebidas.

E mentalmente, repita, várias vezes ao dia: Obrigado, obrigado, obrigado Deus. Experimente isto e sinta como você fica mais calmo, completo e feliz.

Sinta também como a prática da meditação e o relaxamento naturalmente tornam o coração agradecido, porque purificam os padrões mentais, limpam a mente das emoções e sentimentos negativos que lhe impediam de sentir gratidão.

Torne-se sensível às belezas da natureza. Desperte sua percepção para observar mais a beleza do mar, das montanhas, da vegetação, das flores, frutos e árvores, dos rios e cachoeiras. Deleite-se com o canto dos pássaros. Sinta carinho e respeito pelos animais. Agradeça a Deus pelo seu universo tão pleno de maravilhas.

Sinta um agradecimento profundo pelo nosso planeta, nossa querida Terra, que tudo nos dá sem nada pedir em troca. Faça isso de maneira concreta, cuidando do meio ambiente à sua volta, ajudando a não poluir, preservando a natureza, reciclando o lixo.

É necessária muita consciencialização sobre como cuidar e respeitar o nosso planeta. Se cada um de nós fizer a sua parte, por menor que seja, estaremos cumprimos nosso dharma (espécie de missão do bem), nosso dever e ajudando nossa amada Mãe Terra.

Quando nos despertamos interiormente para o sentimento tão nobre da gratidão, começamos a sentir gratidão por tudo, pelo ar que respiramos, por estarmos andando, vendo, ouvindo, falando e pelo simples fato de estarmos vivos.

Passamos a dar mais valor a vida e a essa oportunidade, essa dádiva de ter nascido na Terra para aprender e evoluir espiritualmente. Ao compreender isso, nos libertamos do sentimento de revolta, da não-aceitação.

Os mestres sábios nos ensinam a agradecer tanto as coisas boas como as coisas ruins, compreendendo que tudo acontece para melhor e que tudo segue um plano divino. Deus quer que extraiamos lições das dificuldades que são como esmeris nos purificando e desenvolvendo as virtudes em nosso interior.

Em vez de só reclamar e se focar nos defeitos e faltas, podemos ver o lado positivo. Quando não somos gratos, não somos capazes de sentir felicidade, porque ficamos focados no que não tivemos, no que não temos e achamos que nunca temos o suficiente.

Através do conhecimento e da prática da filosofia do yoga rompemos a união com a dor, ficamos livres da ignorância e do sofrimento. Aprendemos o caminho que vai nos libertando da dor dos desejos, da ansiedade, dos apegos e aversões, da raiva, da irritação e descontentamento.

Ao conquistar a virtude de ter um coração agradecido, você respeita a todos e ao mesmo tempo não perde seu discernimento. É o antídoto para o orgulho.

Através da gratidão você sintoniza com mais bênçãos divinas e atrai a boa sorte.

Gurumayi uma vez disse: “Quando nos tornamos gratos, recebemos mais. Quando expressamos nossa gratidão, recebemos ainda mais. Esta a lei da natureza”.

Cultive a gratidão. Sintonize com as vibrações puras de Deus através do agradecimento profundo e sincero e muitos de seus problemas e carmas são diminuídos e você recebe mais e mais graças divinas.

Vivencie isto agora. Feche os olhos. Respire tranquilamente. Deixe que o ar entre e saia naturalmente.

E conte suas bênçãos. Lembre-se de tanto que há para agradecer.

Agradeça a Deus, a fonte divina de onde recebemos tudo.
Agradeça a vida.
Agradeça ao seu corpo e sua mente.
Agradeça a seus pais, filhos, parentes, amigos, a todas as pessoas e acontecimentos.
Lembre-se de todas as coisas boas de sua vida.
Permita que a gratidão dissolva seu cansaço, tristeza e karmas.
Permita que seu coração se torne suave e doce através da gratidão e experimente entusiasmo e tranquilidade.
Om Shantih. Fique em paz.
Texto de Emilce Shrividya (professora de Hatha Yoga)

“A mente é uma grande trapaceira, mas tem uma tremenda capacidade de iludir, porque ela pode projetar. Ela pode lhe dar grandes utopias, grandes desejos, e vai sempre dizendo: Amanhã vai acontecer – e nunca acontece.

Nada acontece na cabeça – a cabeça não é o lugar para as coisas acontecerem.

Pensar, sentir e ser – esses são os três centros. Mas, certamente, o sentir está mais próximo do ser do que o pensar e o sentir funciona como um método. 

Se você quiser descer da cabeça, precisará passar pelo coração – esse é o ponto de cruzamento onde as estradas se separam. Você não pode ir diretamente ao ser, não é possível; você precisará passar pelo coração. Assim, o coração deve ser usado como um método.

Sinta mais e você pensará menos. Não lute contra os pensamentos, porque lutar contra os pensamentos significa novamente criar outros pensamentos de luta. Então, a mente nunca é derrotada. Se você ganhar, foi a mente que venceu; se você for derrotado, você é o derrotado. Nunca lute contra os pensamentos; isso é inútil. 

Em vez de lutar contra os pensamentos, mova a sua energia para o sentir. Cante em vez de pensar, ame em vez de filosofar, leia poesia em vez da prosa. Dance, olhe a natureza, e tudo o que você fizer, faça-o através do coração.”

QUEM É VOCÊ?

“O ego precisa de alimento e proteção o tempo todo. Tem necessidade de se identificar com coisas externas, como propriedades, status social, trabalho, educação, aparência física, habilidades especiais, relacionamentos, história pessoal e familiar, ideais políticos e crenças religiosas. Só que nada disso é você. Levou um susto? Ou sentiu um enorme alívio?”

– Eckhart Tolle –